Publicidade
Primeiramente guarde suas armas
Já me machuca tanto as suas palavras
Eu tô querendo uma conversa civilizada

Sei que tá esperando uma crítica
Mas tô correndo dessa briga
Hoje não tem vilão, hoje não tem vítima
Não tem plateia, não tem bebida

Você com raiva, me atacando
E eu só com um beijo dou o troco
Cê sabe que a gente não tem moral
Pra viver longe um do outro

Como se duas facas se riscassem procurando o corte
São dois corações disputando quem é o mais forte

Você com raiva, me atacando
E eu só com um beijo dou o troco
Cê sabe que a gente não tem moral
Pra viver longe um do outro

Como se duas facas se riscassem procurando o corte
São dois corações disputando quem é o mais forte

Primeiramente guarde suas armas
Já me machuca tanto as suas palavras
Eu tô querendo uma conversa civilizada

Sei que tá esperando uma crítica
Mas tô correndo dessa briga
Hoje não tem vilão, hoje não tem vítima
Não tem plateia, não tem bebida

Você com raiva, me atacando
E eu só com um beijo dou o troco
Cê sabe que a gente não tem moral
Pra viver longe um do outro

Como se duas facas se riscassem procurando o corte
São dois corações disputando quem é o mais forte

Você com raiva, me atacando
E eu só com um beijo dou o troco
Cê sabe que a gente não tem moral
Pra viver longe um do outro

Como se duas facas se riscassem procurando o corte
São dois corações disputando quem é o mais forte
São dois corações disputando quem é o mais forte
Composição: Flavinho Tinto / Douglas Mello / Nando Marx / Philipe Pancadinha / Victor Hugo..
Enviada por: Gilozinho CD's, 30/06/2021 ás 18:00

Publicidade

Publicidade
Publicidade
VER MAIS LETRAS
Pare de ficar só olhando, divulgue agora em nosso site: banda, música, empresa, etc ...
"Maior portal de músicas e artistas do Ceará - Brasil"
anuncie agora

By Wordpress - Todos os direitos reservados. gilozinhocds.com.br ▪ 2021 ▪ Crie seu site !